Uma noite quando eu for me deitar

Uma noite qualquer

Noite
Uma noite quando eu for me deitar vou querer entender quem sou eu
Vou achar meio estranho tudo isso, relembrar minha própria estória e tudo que sonhei para mim
Depois ver em imagens jogadas na parede do meu quarto todos os momentos, uma forma imaginária minha de recordar
Eu até sei que logo aparecerá um sorriso malicioso, vergonha no rosto, me modo de reagir nesses instantes
Sim, estou todo produzido, o cabelo grande, uma barba bem feita e será inevitável que ao passar a minha mão cuidadosamente sobre o meu cabelo notar alguns fios brancos que apareceram, o tempo passou...
Vou notar também que aquela minha mocidade ainda se parece com alguns momentos que vivo até hoje 
Então me perguntarei o que mudou nesse tempo que não consegui ver passar e sei que não terei respostas para esse tipo de pergunta
De repente Ssem barulho algum a porta do meu quarto se abre, é o miúdo Dú, meu cachorrinho que desde pequenino sempre antes de dormir vem até a mim encostar seu focinho gelado no meu tornozelo 
Uma noite ainda vou descobrir o que esse ritual significa para ele, deve ser talvez uma forma de dar benção antes de ir para o seu cantinho dormir
Aos poucos o sono vem, então deito a cabeça no meu travesseiro, olho para o lado... Boa noite, um sonho.
Rafael-Mourão
Rafael Mourão
Abraços e Beijos.

Comentários

  1. Mistérios!!!! Mas quem sabe um dia encontras as respostas para tais questionamentos.
    Que as luzes do novo ano brilhem e tragam novos desafios, novos projetos e muito sucesso
    Que haja prosperidade, conquistas, e êxitos em todas as vertentes de sua vida: pessoais e profissionais. Feliz 2018 com muita paz e amor
    Beijos no coração

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas