02/08/2015

Transformava em teu

Quando me transformei em teu
Teu-em-teu-olhar
Sonhei que me transformava em teu 
Sem medo, sem beleza, apenas eu
Quando pelo teu olhar me encontrei
Num suave instante até hoje
Em nossos sorrisos histórias de amar 
Amar com a certeza de estar
Voei na imaginação em apenas te querer
Atravessei montanhas, mares, rios e planícies
Na vontade de nunca te esquecer
Eu voei pra ti meu amor... Alcançando a estratosfera 
Quis mais e fui além... Para o infinito do teu amor chegar
Tu nunca soube, mas fui muito além das estrelas e planetas
Em tudo era a ti que eu sempre quis buscar
Em momento algum me preocupei 
Na existência da razão nesse tanto querer
Por saber que no fundo 
Era ao teu lado que deveria ficar 
Rocei a ternura nessa infinita busca do amor
Nas minhas memórias, na minha pequena viagem nos tempos de nós
Todas as noites sempre de sonhos e um nunca te perder
Eu te acariciava, eu sentia tu me tocar..
Eram madrugadas longas, mágicas, sem fim...
Era sempre tu e até hoje, o meu amor...
Rafael-Mourão
Abraços e Beijos.



2 comentários:

  1. Bom dia Rafael.
    Que lindo e tão profundo poema. Um feliz més de agosto. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Raphael!

    Que lindo poema de amor, dedicado à sua amada!
    É bom, logo no primeiro olhar, o k é difícil, termos a certeza de que aquele ou aquela pessoa são a metade k nos falta.
    Boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

NEWS LETTER