14/03/2015

Normal ou exagero?

Normal ou exagero, saber distinguir um do outro é o certo

Normal ou exagero no limite das pessoas e falo de maneira bem superficial sobre tatuagens pude reparar que nos dias atuais podemos encontrar uma variedade de tipos e formas de tatuar o corpo, mas até que ponto torna-se normal ou exagero?

Querendo ser imparcial ao colocar esse assunto busquei entender o que leva milhões de pessoas a tatuarem seus corpos e pude constatar que os motivos são iguais a quantidade de adeptos, só na minha modéstia opinião alguns chegam ao exagero no tatuar.

As tatuagens podem ser vistas pelos usuários como uma forma de se expressar, seja através de uma manifestação, vaidade, uma declaração de amor e muitas outras formas mais, que muitos extrapolam no exagero dessas manifestações.
Tatuagens-sem-exagero

Todos nós temos limites seja qual for a situação e para aqueles que tem em mente fazer uma tattoo essa decisão tem que ser pensada e repensada diversas vezes por não se tratar de um movimento de moda, mas que seu corpo ficará marcado para sempre independentemente do motivo que escolheu para ficar no seu corpo, obviamente que hoje em dia até se pode tirar com laser ou esconder com maquiagem, mas quem ultrapassou o normal e chegou ao exagero?

Na verdade o normal ou exagero muitas vezes pode nos levar a caminhos estranhos quando se fala em tatuar o corpo, passando ou não dos limites, mas também como determinar o limite de uma outra pessoa, pois talvez o exagero nosso é o normal do outro e vice e versa.

Ter essa percepção vai da cabeça de cada indivíduo de acordo com suas ideias e sentimentos.
Devemos e podemos nos manifestar seja de qual forma for é um direito de qualquer pessoa, mas devemos tomar muito cuidado em relação ao que seja algo normal ou exagero, pois nem todos tem condições de pagar uma sessão a laser e nem sempre volta como antes e terá algo no seu corpo permanente, então antes de fazer uma tatuagem é sempre bom refletir se os motivos que possam levar a fazer uma seja qual for ele, a certeza que a decisão foi a mais pensada que tomou.
Abraços e Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

NEWS LETTER