21/09/2016

Vivemos num estranho mundo?

Mundo está muito estranho pessoal


Mundo sem forma, mundo diferente, estranho, não é igual aquele que me formou quando minha mãe não tinha dúvida em me educar e eu ao fazer qualquer travessura apanhava, não existia quem dissesse que poderia causar em mim um trauma, não existia o bullying nas escolas, tínhamos mesmo que enfrentar os nossos "inimigos".
Mundo-estranho
Os meus pais tinham dentro deles todas as certezas que não encontramos mais nos pais dos dias atuais quando o assunto é educar, assim vamos vivendo nesse estranho mundo de incertezas.

Vivemos cheios de dúvidas para criar os filhos principalmente no receio de sermos mais liberais ou mais conservadores, essa dúvida os meus pais jamais tiveram, pois no final eles sabiam que nos dois casos não se teria uma solução exata, acabariam com diferentes erros.

Nossos valores não estão mais presentes nem nas escolas, no meu tempo os professores tinham razão, já nas de hoje eles (alunos) é que estão com a razão, tudo se transformou em opiniões, agressões, xingamentos, não há mais autoridade, respeito nesse mundo que estamos vivendo.

Nesse nosso mundo atual e globalizado ninguém ouve ninguém, tudo muda rapidamente, sempre acaba em concorrência de uns com os outros, somos muito individualistas e ainda temos como obrigação de sermos felizes.

Certas coisas são curiosas, alguns anos atrás se fossemos aparecer numa simples fotografia ninguém poderia sorrir pelo motivo de estar sorrindo atoa, era considerado como um estúpido quem agisse assim, no mundo de hoje ao contrário, somos obrigados a sorrir mostrando o quanto somos ou estamos felizes, mesmo quando nada disso é uma verdade, parece que temos que provar que somos felizes ou que devemos estar sempre.

Nesse nosso estranho mundo de hoje, a tristeza passou a ser considerada defeito ou doença e não um estado de espírito, a tecnologia avança e não dá tempo para pensar, imaginar, sonhar.

Fiz ao longo da minha juventude e vida alguns cursos para ter um futuro promissor, hoje praticamente não existem mais, aprendi a exercitar o meu saber procurando meus conhecimentos pesquisando numa enciclopédia letra por letra, hoje há vários sistemas de busca, a tecnologia do mundo atual fez a juventude ser mais rápida naquilo que elas querem, mas não tão eficaz nos seus conhecimentos.

Depois de pensar nisso tudo, cheguei a conclusão que no mundo em que me criei e para o qual me preparei não existe mais, principalmente quando olho para esse estranho mundo de hoje.

Abraços e Beijos.

2 comentários:

  1. Rafael, me sinto perdida, neste estranho mundo, onde não há mais respeito, onde todos os valores se perderam.
    Bela postagem, feliz domingo, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  2. É realmente anda meio complicado;
    Mas a questão é sempre andar-mos e procurar-mos
    o que realmente faz sentido para a gente.
    Certa ocasião Elis Regina disse assim: "O mundo que se dane". De certa
    forma em alguns ângulos essa frase está coberta de razão.
    Bom começo de semana.

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

NEWS LETTER